MUD Valinor


Warning: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead in /home/mud/mud/www/modules/rplogs/rplog.class.php on line 386

A Vingança de Selkie

A Vingança de Selkie

Informações gerais

Título:
A Vingança de Selkie
Autor:
Selkie
Tipo:
Log de interpretação genérico
Participantes:
Local:
Bri
Data IC:
4 horas, 2º dia do Pós-Lite do 1464º ano do Condado.
Data OOC:
11/04/2009

Resumo

Selkie resolve elaborar uma vingança contra um anão ingrato e mal criado!

A Vingança de Selkie

Nem sempre temos a boa sorte de viver situações agradáveis. Pessoas perversas, de índole ruim e sem caráter existem e não estamos imunes a tais criaturas peçonhentas. Reconheço um possível momento de mal humor, mas não foi o caso. Como se não bastasse termos por vezes que enfrentar orcs repugnantes, trolls malignos, ladrões sem escrúpulos! Não consigo entender como um estudante da Academia de Aventureiros se deixa levar por tais comportamentos fora do padrão de boa convivência. Mas, hoje eu resolvi invocar a revanche e me vinguei. Cansei de suplicar aos Valar por alguma orientação que fizesse com que algumas pessoas caíssem na real. E quando estava praticamente descrente dos poderes de minha Vala Estê, me veio a inspiração. Não consegui saber ao certo se tal inspiração me foi sucedida por Estê ou por algum outro Vala, ou mesmo por alguma criatura maligna, mas valeu a pena. Ah se valeu!

No dia 2º dia do Pós-Lite do 1464º ano do Condado, por volta das 4 horas, estava eu tentando adquirir uma maçã com o Guardião do Norte quando ouvi o grito:

Nelion gritou: Selkie é uma vaca!

Pensei... Como assim? Uma vaca! Nem chifres tenho e também não me lembro de possuir um rabo! E respondi com o bom humor que teimosamente eu insistia em manter, pois não era a primeira vez que eu recebia um tratamento agressivo de tal estudante.

Selkie gritou:Não sou uma vaca, infelizmente, nobre anão, mas adoraria ser por um instante só    para lhe dar umas chifradas no traseiro!

Não satisfeito, a criatura continuou:

Nelion gritou: Selkie! Você é uma burra, uma vaca safada e sua mãe não presta! Sua mãe é uma vacona!
Visões de roedores raivosos invadem os pensamentos de Selkie, e fazem ela dizer Eeeeeeeek!. Ao ouvir a palavra mãe, o sangue me subiu a mente e por um momento não consegui pensar em nada. Há muito que eu perdera as esperanças de procurar minha família, mas sempre que escutava alguém falando sobre seus familiares não podia segurar a tristeza que me impregnava. Eu queria tanto conhecer minha mãe, meu pai... Saber se tenho irmãos, primos, em fim parentes.... E agora essa criatura maligna estava xingando a minha mãe, que eu nem conhecia!
Ainda imersa no calor da raiva que tomava todo o meu corpo, ouvi Nelion continuar com suas ofensas:

Nelion gritou::Você é um ser desprezível, Selkie, sua mãe não quer saber de você. E ela também é uma ordinária suja!

Eu não entendia o porquê de tantas ofensas a minha pessoa. Por que Nelion me infligia tanto sofrimento? Teria eu feito algo a ele? Não... Não é possível. Eu nunca nem conversei direito com ele! E me lembro inclusive de já ter lhe ajudado! Puxando pelas últimas forças que eu tinha de tentar fazer algo, caí prostrada ali mesmo, na frente do Guardião do Norte, e supliquei aos deuses.

Selkie se ajoelha.

Selkie falou::Oh Estê, Vala de grandiosa bondade, me ajude a encontrar uma solução para o sofrimento que me aflige. Gostaria tanto de encontrar minha mãe! Peço tua compreensão, oh nobre Vala! Por favor, pelo menos me indique uma forma de fazer com que Nelion pare de me agredir! E enquanto Nelion proferia aos gritos mais insultos e impropérios, comecei a meditar.

Selkie medita em silêncio.

A meditação me trouxe um pouco de alívio e e ainda ouvindo os berros de Nelion me insultando, fui tendo uma idéia regada, é claro, com um pouco da raiva que eu sentia. Iria envenenar Nelion. Eu tinha a magia de envenenar,e por que não usá-la? E depois... Bem, depois talvez eu poderia ajudá-lo. Precisava fazer com que Nelion entendesse que eu não merecia tantos insultos. Respirei fundo e me levantei.

Selkie se levanta.

Não podia fazer o preparo ali, na frente do guardião do Norte, então segui andando pela avenida Zenit até um ponto que não parecia haver risco de ser observada. Toda via, olhei para as duas direções que perigava aparecer um observador.

Selkie mapeia para o Norte.

Selkie mapeia para o sul.

Não vendo nada, tratei de colocar meu plano em prática.

Nelion gritou::Selkie é uma covarde!

Nelion gritou::Selkie é uma covarde!

Pelas unhas de Estê, ele não se cansa?

Selkie gritou::O que é seu, está guardado, Nelion!

Nelion gritou::Covarde, covarde covarde!

Não, eu não podia dar vazão a minha raiva naquele momento, precisava me concentrar para colocar meu plano em prática.

Selkie abriu uma mochila para provisões. Selkie pegou uma deliciosa carne de truta de uma mochila para provisões.

Selkie disse solenemente, Envenenar. Selkie impregnou uma deliciosa carne de truta com um veneno letal!

Selkie falou: Pronto! Está feito! Agora no entanto... Preciso fazer com que Nelion coma essa deliciosa truta!

Selkie pensa, Hmmmm.

Selkie falou: Mas é claro! Me tornarei invisível e oculta, me movimentarei sem que ninguém me perceba... Em fim, que venham as magias de se esconder e tudo mais!

Selkie parece estar se divertindo com os pensamentos.    Selkie disse solenemente, Invisibilidade. Selkie desapareceu! Selkie começa a se mover silenciosamente. Selkie falou: O anel de safiras!!!! Ele me deixará oculta caso a magia de invisibilidade acabe!

Selkie pegou um belo anel de safiras de uma mochila para provisões. Selkie usa um belo anel de safiras. Selkie fecha uma mochila para provisões.

Selkie falou: Pronto, agora    a parte mais difícil. Preciso dar essa truta para Nelion! Com muito cuidado, pois não sabia se iria dar certo, caminhei até a praça. Ao passar pelo Guardião do Norte, tremi de medo, pois ele poderia olhar para mim e perceber que eu carregava um alimento envenenado. Bem, eu diria que não sabia e até agradeceria, pois certamente eu me envenenaria. Sei que não era uma desculpa muito plausível e que inclusive seria facilmente descoberta, mas não dispunha de tempo para pensar em algo melhor. Cheguei finalmente na praça e lá estava Nelion rolando de rir de suas ofensas. Receei ser vista por ele, mas ele não só não me via, como nem imaginava que eu estava ali, diante dele com um pedaço de carne de truta envenenada para lhe dar. Ele continuava gritando como se eu estivesse bem longe. E para minha sorte:

Nelion está morrendo de fome Nelion está morrendo de cede.

Deve ser um sinal favorável dos valar para que eu prossiga com o plano. Sem perder mais tempo, dei rapidamente a carne para ele.

Alguém da uma deliciosa truta para Nelion.

Nelion disse:Obrigado.

Nelion come uma fatia de carne.

Nelion se engasga e vomita. Nojento! Nelionse contorce em dor.

Alguém sorri com maldade para Nelion. Nelion perguntou: quem está aí? Alguém perguntou: Por que ages assim com as pessoas, Nelion? Nelion perguntou: quem é você? Alguém falou: um maia.

Foi o que me veio a mente, não tive como evitar.

Alguém falou: fiz uma pergunta. Alguém falou: e gostaria de obter uma resposta, se não te encomoda. Nelion falou: porque eu sou bravo. Nelion falou: chegar 2011 pra mim é muito tempo pra virar maia.

Não entendi o que ele quis dizer com isso, mas continuei a farsa.

Nelion perguntou: como é teu nome, oh maia? Alguém falou: sou uma maia, não precisas saber quem sou

Assim que acabei de dizer, me arrependi profundamente. Só existia uma maia mulher, e era uma das melhores, e eu a adorava. Maldição! Eu precisava desfazer esse mal entendido urgentemente. Nelion se contorce em dor. Nelion perguntou: Derinthuck? Como vai Derin? Alguém falou: Não. Não sou a Derin e não lhe interessa quem sou. Alguém falou: não tenho gostado de sua forma de tratar alguns alunos da Academia de Aventureiros. principalmente pessoas que te ajudaram e sei que ajudam muito a Terra Média. Nelion exclamou: me cure por favor! As nuvens desaparecem do céu. Nelion está com muita sede. Nelion se contorce em dor. Alguém falou: não é certo xingar as pessoas a troco de nada. humilhá-las, expô-las sem motivo. Nelion falou: ta bom, desculpa. Alguém falou: as pessoas passam pela praça para brincar e fazer amizades, e não para serem ofendidas. Nelion falou: eu sei. Nelion falou: o Chtorrous também é assim. Alguém falou: não. o chtorrous não é assim e estou a falar de você. outros que precisam de puxões de orelha eu me encarrego deles. Nelion está morrendo de sede! Nelion se contorce em dor. Nelion parece bastante tenso. Nelion falou: me cure de preça. Nelion foi para o norte. Nelion chegou do norte. Nelion exclamou: me cure, vou morrer! Alguém falou: e muito menos usar familiares para atingi-las. Alguém falou: Se continuar desse jeito, te mandarei para mandos durante um tempo indeterminado. Nelion falou: Não, por favor. eu paro, juro. Nelion falou: eu paro. Nelion se contorce em dor. Nelion parece bastante tenso. Nelion está coberto de sangue. Nelion falou: eu paro. Nelion exclamou: me cureeeeeee! Nelion berra Hei, que tal uma ajuda? Estou MORRENDO aqui! Alguém diz para Nelion,: Excelente, continuemos a festa! Alguém falou: Ninguém vai ajudar uma pessoa que só sabe ofender os outros. Nelion falou: eu paro, me cure por favor. Alguém falou: antes de pedir, Nelion, precisa dar algo de si, precisa ajudar, ser legal com as pessoas, agradável etc. Alguém perguntou você ouviu bem meus avisos, não é? Nelion falou: sim, mas estou morrendo, me cure. Alguém perguntou Se por acaso eu for uma dessas pessoas que você tanto ofende? Alguém perguntou Você suplicaria por ajuda? Nelion exclamou: Selkie? É você? Sua safada idiota, burra!

Selkie aparece em um clarão! Selkie dá uma risada diabólica. MUHAHAHAHAHAHA!

Nelion exclamou: Sua burra, burra burra, vaca!

Não, eu não ia curar alguém que tanto tinha me ofendido e pensei rapidamente. Nelion foi para o sul.

Maldição! ele vai fugir, não vou mesmo permitir isso! e mais rápido do que eu imaginava conseguir, disse as palavras mágicas!

Selkie disse solenemente, uizaqabra.

Selkie caiu inconsciente!

Nelion apareceu misteriosamente.

Consegui!!! Mas agora eu estava inconsciente, precisava me restabelecer urgentemente e torcer para que Nelion me esperasse. Juntando as forças que me restavam, tentei enviar uma mensagem telepaticamente para ele dizendo que iria curá-lo. Esperei um pouco e não obtive resposta. Tentei me levantar e para minha surpresa eu não estava mais inconsciente e Nelion estava ali, diante de mim.

Nelion falou: Safada, cretina, sem mãe, me cure já. Nelion se contorce em dor. Selkie falou: Sim, te curarei.

Infelizmente percebi que Nelion    nunca iria se retratar de suas ofensas e merecia uma lição. Então eu não iria mesmo curá-lo, mas como fazer com que ele pensasse que estava sendo curado? Pensei rapidamente em uma solução. Mas é claro! É só fingir que estou curando!

Nelion falou: Anda vadia safada sem mãe, me cure já. é uma ordem.

Selkie olha pensativamente para Nelion e diz Hmmm. Selkie falou: sim senhor, nobre anão, é pra já.

Nelion falou: eu disse já. agora. me cure. Selkie faz hrm, como sinal de submissão. Então fiz com que ele pensasse que eu estava curando. Ao erguer as mãos para invocar a cura,sutilmente cruzei os dedos para que a magia saísse errada. Selkie disse solenemente naimad. E parece ter dado certo, pois Nelion ouviu: Com um encantamento, seus ferimentos se fecham... Nelionse contorce em dor. Nelion exclamou: ainda estou morrendo, anda! Nelion está morrendo Selkie falou: claro! eu esqueci! vou te lançar uma benção mais poderosa! Nelion exclamou: rápido idiota! Selkie disse solenemente nran. E novamente o que Nelion via era: Com um encantamento, seus ferimentos se fecham... Nelionse contorce em dor. Nelion está morrendo Nelion exclamou: ainda estou morrendo, você não percebe? burra burra burra! Selkie exclamou: a sim, é a outra, já vai já vai! nelion exclamou: É por isso que sua mãe lhe abandonou! Incompetente idiota! Selkie disse solenemente gartla. E dessa vez Nelion viu: A vitalidade flui pelas suas veias... Nelion está a beira da morte Nelion perguntou: Como você me cura e eu só morro? Nelion falou: Deve ser o sangue ruim da sua mãe. Nelion exclamou:    Você é incompetente, Selkie, não serve nem para curar! Nelion está a beira da morte nelion exclamou: Selkie, você está me enganando! Mentirosa! Nelionse contorce em dor. Nelion está a beira da morte Selkie exclamou: sim, estou, e antes de morrer você precisa saber que você sim é tudo aquilo que fala dos outros, seu inútil! Selkie dá uma risada diabólica. MUHAHAHAHAHAHA! Nelion exclamou: eu te odeio! Selkie dá um tapinha nas costas de Nelion e diz, Lembre-se: Pensamentos felizes... Pense em um lugar feliz. Nelion está MORTO!!

E assim eu consegui dar uma bela lição em Nelion. Não sei se ele aprendeu, mas sinceramente espero que se tiver a chance de voltar a terra média, se retrate e passe a ser um anão simpático e bom com os outros. E por agora... Onde posso arrumar cerveja e um pouco de bacon, eh? fSelkie fecha os olhos e começa a balbuciar pensamentos felizes, pensamentos felizes.

Como jogar?

Leia nosso Guia para Iniciantes e
jogue agora
(ajuda)

Esse recurso permite jogar sem instalar nada em seu computador, mas você também pode usar um cliente de MUD convencional.

Em caso de dúvidas, veja as perguntas mais frequentes ou faça a sua.

Dicas de jogo

É possível vestir equipamentos nas seguintes posições: corpo, costas, pulsos, dedos, tornozelos, cabeça, pescoço, pernas, cintura, pés, mãos, orelhas, ombros, olhos, rosto, braços, sobre o corpo, além de segurar algo.